Minha lista de Blogs

domingo, 22 de abril de 2012

Pesquisadora mineira tem mestrado e livro sobre o desencanto dos professores


"As salas de aula estão mais violentas, pois a própria sociedade também está", afirma a pesquisadora Jussara Paschoalino, na reportagem "Professor, profissão perigo", publicada na edição de 18 de abril de 2012 da Revista Isto É.

Por:
As salas de aula estão mais violentas, pois a própria sociedade também está”, afirma a pesquisadora Jussara Paschoalino, na reportagem "Professor, profissão perigo", publicada na edição de 18 de abril de 2012 da Revista Isto É.
Especializada em Psicopedagogia e Direitos Humanos, Jussara é doutoranda na Universidade Federal de Minas Gerais, onde obteve o seu mestrado, em 2007, com a dissertação "Matizes do mal-estar do professor: um estudo de caso de uma escola pública de ensino médio".
Dois anos depois, o trabalho orientado pelas professoras Antonia Vitória Soares Aranha e Daisy Moreira Cunha foi publicado. O livro "Professor Desencantado: Matizes do Trabalho Docente" é da Editora Armazém das Ideias.
A pesquisa, que deu origem ao livro e ao mestrado, centrou-se na investigação do mal-estar docente, a partir da situação vivenciada por professores do ensino médio, vinculados a uma escola da Rede Municipal de Belo Horizonte.
De acordo com Jussara, a escolha da pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, em interação com a pesquisa quantitativa, foi uma opção que permitiu investigar as evidências da singularidade da construção da identidade dessa escola.
Infelizmente, o clichê de que o professor é um sofredor revelou-se um dado comprovado pela pesquisa acadêmica. Durante os seus estudos, Jussara descobriu que as as imposições e as mudanças no campo educacional deixaram o professor da escola pesquisada sem condições adequadas para realizar seu trabalho.