Minha lista de Blogs

quarta-feira, 18 de julho de 2012

BULLYING

como enfrentar este problema!
O Bullying o nome é de origem
inglesa, este termo é usado para
identificar comportamentos agressivos
no âmbito escolar, praticado
por alunos de ambos os sexos,
são agressões que acontecem de
formas repetitivas onde os mesmos
ficam impossibilitado de reagirem
!.
É de uma forma natural dos "mais
fortes” subjugarem os mais fracos,
humilhando.
O bullying é praticado em todas
as escolas, independente de nacionalidade,
ou classe social o
grande diferencial é o modo como
cada um resolverá a questão ! .Os
estudos apontam que a escola
pública é onde os casos mais acontecem,
devido ter a orientação
Conselhos Tutelares, Delegacia
da Criança e do Adolescente, etc.
É muito importante que os educadores
saibam identificar o praticante
do Bullying e a sua vítima,
os problemas mais comuns são:
mudanças de comportamentos,
ansiedade, fobia escolar, desinteresse
pela escola... etc.
A criança levará para sua vida essa
carga negativa! Tendo que enfrentar
diversas dificuldades no
período adulto, mas não pensem
que o bullying só acontece nas
escolas muitas das vezes começam
no próprio lar.
É na escola onde os comportamentos
mais agressivos acontecem
e cabe ao professor e a
direção da escola tomar as devidas
providências, caso passe despercebido,
a escola poderá ser
acusado de omissão.
Os jovens estão hoje muito individualistas,
as famílias desestruturadas,
cheias de conflitos e acabam
levando para escola e desenvolvendo
agressividade. As crianças
se preocupam muito mais
com a aparência e bens materiais
do que com valores éticos e princípios
.
Só nos resta transmitir a estes jovens
e adolescentes e auxiliá-los
nos princípios éticos e cidadania,
para que esta nova geração construa
um mundo melhor!! Isto cabe
a qualquer cidadão de bem !! Não
somente aos educadores e familiares!!
Eloídia Hermano
Vocês já deram uma olhada na Gazeta Valeparaibana de JULHO?
Vale a pena conferir se se interessa por Educação e Sustentabilidade Social.

www.gazetavaleparaibana.com/056.pdf (Esta publicação e muitas outras  vale a pena conferir )